quarta-feira, 4 de agosto de 2010

O “bom colesterol" e o "mau colesterol"

O colesterol, como outras moléculas hidrofóbicas, precisa de um mecanismo especial para ser transportado no sangue, esse mecanismo é feito a partir da ligação de apoproteínas a essas moléculas hidrofóbicas formando as lipoproteínas. Porém há duas lipoproteínas que fazem o transporte do colesterol que são apresentadas na mídia como “mau colesterol” e “bom colesterol”. Essas moléculas são respectivamente o LDL e o HDL e receberam essa designação devido à suas funções.
O LDL faz o transporte do colesterol do fígado paras os outros tecidos, porém se houver algum problema nessa distribuição, o LDL pode se acumular nos vasos sanguíneos levando a obstrução desses, por isso é chamado de “mau colesterol”. O LDL é formado pela apoproteína B 100 que é reconhecida pelos receptores nas células. O LDL e o receptor sofrem endocitose e no interior da célula o endossomo se liga o lisossomo que possui enzimas que hidrolisam os ésteres de colesterol, há então a liberação de ácidos graxos e colesterol no citossol. A Apo B100 é degradada a aminoácidos e o receptor volta para a superfície da célula. O colesterol dentro da célula sofre reesterificação pela enzima ACAT e então é armazenado. Quando o nível intracelular de LDL está alto a produção dos receptores deste diminui. O vídeo abaixo ilustra essa via de entrada do colesterol nas células.



video


Já o HDL faz o transporte reverso do colesterol, ou seja, dos outros tecidos para o fígado. A função do HDL é retirar o excesso de colesterol e levá-lo de volta para o fígado, sendo conhecido então como “bom colesterol”.


Referências:
LEHNINGER, Princípios de Bioquímica.

Link do vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=XPguYN7dcbE


Ada Bento

Um comentário:

  1. Existirá mesmo "bom" e "mau" colesterol, ou antes "boa" e "má" ciência? - http://www.canibaisereis.com/2010/02/16/colesterol-mau-nao-e-aquele-que-voce-pensa/ e http://www.canibaisereis.com/download/ldl-bad-science-colpo.pdf

    ResponderExcluir